5 de junho: DIA MUNDIAL DO MEIO AMBIENTE E DA ECOLOGIA



 

“A natureza criou o tapete sem fim que recobre a superfície da terra. Dentro da pelagem desse tapete vivem todos os animais, respeitosamente. Nenhum o estraga, nenhum o rói, exceto o homem.” (José Bento Renato Monteiro Lobato)

“Tudo o que existe e vive precisa ser cuidado para continuar a existir e a viver: uma planta, um animal, uma criança, um idoso, o planeta Terra. Uma antiga fábula diz que a essência do ser humano reside no cuidado. O cuidado é mais fundamental do que a razão e a vontade.” (Leonardo Boff, pseudônimo de Genézio Darci Boff)

CUIDAR, GUARDAR E PRESERVAR O MEIO AMBIENTE É UMA RESPONSABILIDADE DE TODO CIDADÃO CONSCIENTE E SOLIDÁRIO!

 

5 de junho: DIA MUNDIAL DO MEIO AMBIENTE

Entre os dias 5 e 16 de junho de 1972, em Estocolmo (Suécia), a Conferência das Nações Unidas sobre o Meio Ambiente Humano instituiu o Dia Mundial do Meio Ambiente, que passou a ser comemorado todo dia 5 de junho. A data foi escolhida em referência ao dia do início da realização da Conferência e tem como objetivo principal chamar a atenção de todas as esferas da população para os problemas ambientais e para a importância da preservação dos recursos naturais, que até então muitos consideravam inesgotáveis.

No encontro, que ficou conhecido como Conferência de Estocolmo, iniciou-se uma mudança no modo de ver e tratar as questões ambientais ao redor do mundo, além de serem estabelecidos princípios para orientar a política ambiental em todo o Planeta. Desta forma, a Organização das Nações Unidas (ONU) procurou ampliar a atuação política e social voltada para os temas ambientais.

Atualmente existe uma grande preocupação em torno do meio ambiente e dos impactos negativos da ação do homem sobre ele. Tendo em vista o acentuado crescimento dos problemas ambientais, muitos pontos merecem ser revistos tanto pelos governantes quanto pela população para que os impactos sejam diminuídos. Se nada for feito, o consumo exagerado dos recursos e a perda constante de biodiversidade poderão alterar consideravelmente o modo como vivemos atualmente, comprometendo, inclusive, nossa sobrevivência.

Entre os principais problemas que afetam o meio ambiente, podemos destacar o descarte inadequado de lixo, a falta de coleta seletiva e de projetos de reciclagem, consumo exagerado de recursos naturais, desmatamento, inserção de espécies exóticas, uso excessivo de combustíveis fósseis, desperdício de água e esgotamento do solo. Esses problemas e outros poderiam ser evitados se percebermos a importância do uso correto e moderado dos nossos recursos naturais.

O Dia Mundial do Meio Ambiente é uma ocasião que merece destaque no calendário mundial em razão da importância da conscientização sobre os impactos da ação humana nos ecossistemas. Apesar de muitos acreditarem que a mudança deve acontecer em escala mundial e que apenas uma pessoa não consegue mudar o mundo, é fundamental que cada um faça a sua parte e que toda a sociedade reivindique o cumprimento das leis ambientais. Precisamos assumir uma postura de responsabilidade ambiental, pois só assim conseguiremos mudar o quadro atual de crescente degradação da nossa casa comum, o Planeta Terra.

 

5 de junho: DIA MUNDIAL DA ECOLOGIA

Juntamente com o Dia Mundial do Meio Ambiente, no dia 5 de junho também se comemora o Dia Mundial da Ecologia.

Os ecossistemas apresentam dois componentes estruturais básicos e intimamente inter-relacionados:

- Componentes abióticos: representados pelos fatores físicos como água, luz (calor), solo, atmosfera, e químicos, como os nutrientes;

- Componentes bióticos: são os seres vivos.

A Biosfera é o conjunto de ecossistemas da Terra. Os ecossistemas em conjunto formam a cadeia alimentar, uma relação de sobrevivência formada pelos seres autótrofos (fotossintetizantes e quimiossintetizantes), que produzem seu próprio alimento, e pelos seres heterótrofos (consumidores e decompositores). Os consumidores são organismos que se alimentam de outros organismos, como fazem todos os animais. Os que se alimentam de produtores são chamados consumidores primários, como é o caso dos herbívoros, que se alimentam de plantas. Aqueles que se alimentam de herbívoros são denominados consumidores secundários; os que se alimentam dos consumidores secundários são os consumidores terciários, e assim por diante. Os decompositores (bactérias e fungos) degradam matéria orgânica contida nos produtores e nos consumidores, utilizando alguns produtos da decomposição como alimento e liberando para o meio ambiente sais minerais e outras substâncias, que podem ser novamente utilizados pelos produtores.

 

O que é Ecologia?

A palavra ecologia deriva de duas palavras gregas: oikós (casa) e logos (estudo). Assim, ecologia significa literalmente “estudo da casa”. Em sentido amplo, pode-se considerar o termo casa como todos os ambientes da Terra. O termo Ecologia foi usado pela primeira vez em 1866 pelo Biólogo alemão Ernest Heinrich Philipp August Haeckel.

A Ecologia é uma ciência que estuda as relações entre os seres vivos e entre eles e o meio em que vivem, e tem se tornado cada vez mais importante em função da interferência humana sobre os ecossistemas. Essa interferência tem provocado desequilíbrios ecológicos, somente evitáveis na medida em que conhecermos a estrutura e o funcionamento dos ecossistemas e nos capacitamos a adotar procedimentos racionais de utilização dos recursos naturais.

 

O que é meio ambiente?

O meio ambiente envolve todas as coisas vivas e não vivas que existem na Terra, ou em alguma região dela, que afetam os ecossistemas e os seres vivos.

O conceito de meio ambiente pode ser identificado por seus componentes: É composto pelo conjunto de unidades ecológicas que funcionam como um sistema natural e inclui toda a vegetação, animais, micro-organismos, solo, rochas, atmosfera e fenômenos naturais que podem ocorrer em seus limites. Meio ambiente também compreende recursos e fenômenos físicos universais que não possuem um limite claro, como ar, água e clima, assim como energia, radiação, descarga elétrica e magnetismo, que não se originam de atividades humanas.

Na Conferência das Nações Unidas sobre o Meio Ambiente celebrada em Estocolmo, em 1972, definiu-se o meio ambiente da seguinte forma: “O meio ambiente é o conjunto de componentes físicos, químicos, biológicos e sociais capazes de causar efeitos diretos ou indiretos, em um prazo curto ou longo, sobre os seres vivos e as atividades humanas”.

Segundo o artigo 3º, inciso I da Lei n.º 6.938, de 31 de agosto de 1981, que “Dispõe sobre a Política Nacional do Meio Ambiente, seus fins e mecanismos de formulação e aplicação, e dá outras providências”, meio ambiente é o conjunto de condições, leis, influências e interações de ordem física, química e biológica, que permite, abriga e rege a vida em todas as suas formas.

 

Referências bibliográficas:

BRASIL. Lei n.º 6.938, de 31 de agosto de 1981. Dispõe sobre a Política Nacional do Meio Ambiente, seus fins e mecanismos de formulação e aplicação, e dá outras providências. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L6938.htm>. Acesso em: 5 jun. 2017.

ECOLOGIA E MEIO AMBIENTE. 2015. Disponível em: <http://historiasylvio.blogspot.com.br/2015/06/ecologia-e-meio-ambiente.html>. Acesso em: 5 jun. 2017.

LOPES, S.; MORETTI, R. Biologia essencial. 1 ed. São Paulo: Saraiva, 2003.

LOPES, S.; ROSSO, S. Biologia. 1 ed. São Paulo: Saraiva, 2005.

O QUE É MEIO AMBIENTE? Eco4u. 2014. Disponível em: <http://www.ebc.com.br/infantil/voce-sabia/2014/09/o-que-e-meio-ambiente>. Acesso em: 5 jun. 2017.

ORGANIZAÇÃO DAS NAÇÕES UNIDAS. Declaração de Estocolmo sobre o Meio Ambiente Humano. In: Anais... Conferência das Nações Unidas sobre o Meio Ambiente Humano. Estocolmo, 1972. Disponível em: <https://www.apambiente.pt/_zdata/Politicas/DesenvolvimentoSustentavel/1972_Declaracao_Estocolmo.pdf>. Acesso em: 5 jun. 2017.




TAG's: junho:, MUNDIAL, MEIO, AMBIENTE, ECOLOGIA

Inicial | Voltar
Link permanente: